Onde Morar Em Milão

Compartilhe este post

Tradução de Ivair Carlos Castelan

Para que buscar um lugar onde viver em Milão, entender qual lugar escolher ao procurar ou alugar uma casa, é preciso primeiro entender como é a estrutura urbana da cidade. 

Historicamente, Milão foi moldada como uma cidade “em círculos”: havia um centro, onde agora está localizado o Duomo, onde se desenvolviam as atividades mais importantes da cidade e de lá saíam outros círculos que eram separados por paredes e portões. 

Os círculos também identificavam as classes sociais antigas: no menor círculo, no meio, estava o duque de Milão, Francesco Sforza, com os nobres e religiosos; no outro círculo mais longe viviam os mercadores e comerciantes e, finalmente, os camponeses que viviam fora dos muros.

C:\Users\Angelica\Desktop\Milano_Medolanum_.jpg

Fui ao Castello Sforzesco e tirei essa foto que representa a estrutura “em círculos” de Milão.

A cidade de Milão contemporânea

Hoje, esses muros não existem mais, mas apenas alguns achados arqueológicos permanecem. A estrutura da cidade permaneceu a mesma e, mesmo que as classes sociais de uma época não existam mais, o status e a importância da proximidade ao centro permanecem.

O centro de Milão, ou a área mais próxima do Duomo, sempre foi a mais ativa, porque ali se desenvolvia e continua a se desenvolver a atividade econômica e cultural da cidade. Isso significa que, se você quiser aproveitar todas as vantagens que a capital lombarda oferece, você poderá buscar no centro da cidade. 

Se você pretende morar na cidade, mas não sabe ainda onde viver em Milão saiba que o centro é a área mais cobiçada, porém tem seus prós e contras:

  • As vantagens: tudo é muito próximo, você sempre terá qualquer tipo de atividade ao seu redor, as universidades são acessíveis, você pode andar a pé ou de bicicleta e nunca ficará entediado. 
  • As desvantagens: o caos típico da cidade, mais poluição, preços mais altos e apartamentos menores.

Em termos concretos, quanto menor for o círculo ou mais próximo do Duomo, mais cara será a casa. Um aluguel no centro pode custar € 680 / mês para 30 m² ou uma quitinete (apartamento de um quarto que funciona como quarto e sala de estar).

Onde viver em Milão atualmente?

Agora vou contar, mais detalhadamente, como é Milão atualmente e, o que poderá encontrar/aproveitar em cada área:
C:\Users\Angelica\Desktop\zone_milano.gif

Imagem retirada de Milanofree

C:\Users\Angelica\Desktop\Milano.Zone_.Quartieri.jpg

Imagem retirada de periferiemilano.itpost de Walter Cherubini

  1. A área mais desejada de Milão. É bem conectada, segura, com tráfego limitado, cheio de monumentos, museus, atividades culturais, arquitetura diferente e atividades comerciais. É a área mais cara.
  2. A área do multiculturalismo. Existem muitos parques, edifícios históricos, e é muito conveniente para quem viaja muito porque a Estação Central está localizada aqui.
  3. Um dos lugares mais verdes da cidade. É a zona universitária, aqui se localiza o bairro de Città Studi, que é importante tanto nacional como internacionalmente; aqui você encontrará estudantes de todas as partes do mundo e os preços dos serviços podem ser mais acessíveis.
  4. Conjunto de áreas com características diferentes. O que inclui, entre outras coisas, a área dos tribunais (Porta Vittoria), onde estão concentrados estudos e serviços jurídicos e é uma das áreas da intensa vida noturna (Porta Romana).
  5. A área onde moro, minha querida área. Com o bonde, levo entre 15 e 20 minutos para chegar ao centro histórico (Duomo). É uma área muito conveniente em termos de serviços, existem supermercados, farmácias, lojas, parques e transporte. A desvantagem: espaço. Eu moro em um apartamento de 20 m²; esse tipo de situação seria muito confortável para uma única pessoa, um estudante ou um jovem casal, mas um casamento precisaria de alguns m² a mais.
  6. A área dos famosos canais (Navigli). Um dos locais de encontro dos jovens, aqui sempre há atividades, vida noturna, aperitivos e esteticamente é maravilhosa. Está cheia de cores e você ainda pode respirar o ar boêmio e artístico do passado. São essas características que aumentam os custos de moradia.
  7. A zona dos fanáticos e amantes do futebol. Aqui está o estádio San Siro e o famoso museu do estádio, visitado por mais de 200.000 pessoas todos os anos. É uma área extensa, muito verde, graças aos parques, mas ao mesmo tempo periférica e, quando você a visita, sente a distância do centro.
  8. Área de forte desenvolvimento e renovação urbana. É bem interligada pelo transporte urbano (e coberta pela nova linha de metrô M5). Sem dúvida é uma área onde se pode viver em Milão com traquilidade e facilidade de locomoção.
  9. A área moderna, uma das áreas mais ricas de Milão. Aqui existem arranha-céus, como a Torre Unicredit, o arranha-céu mais alto da Itália; o Bosque Vertical, um projeto arquitetônico inovador que ganhou prêmios por sua sustentabilidade; também existem cafés peculiares e lojas de luxo, mas também a estação de Porta Garibaldi, que ajuda muito os viajantes e os estudantes externos.

Milão uma cidade para todos os gostos

Enfim, Milão é uma cidade muito conectada, sua estrutura sempre facilitou as viagens da periferia ao centro. Portanto, escolher onde morar dependerá das prioridades, gostos e possibilidades de cada um. Viver no centro de Milão ou nas proximidades pode ser uma experiência enriquecedora quando você é jovem, estudante, solteiro, um jovem casal ou em todos os casos em que os espaços não são um problema. 

Se, por outro lado, você tiver a oportunidade de oferecer um espaço maior e mais confortável, não terá problemas em morar no centro da cidade. Se você tem uma família, filhos, pensa em tê-los ou simplesmente procura mais tranquilidade e uma solução econômica, afastar-se dos círculos e ir a municípios vizinhos seria uma excelente alternativa. Neste último caso, as conexões no nível de transporte são excelentes. Existem trens e metrô e você poderá até encontrar casas reais, não apenas apartamentos.

Fora da cidade, pode-se encontrar aluguéis a partir de € 530 por mês par um lugar de 38 m². Para quem está buscando onde viver em Milão e quer economizar no aluguel esta é uma ótima dica.

Leia também o artigo em italiano: Dove Vivere A Milano

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados