Casas Na Itália A Um Euro

Casas Na Itália

Compartilhe este post

Live Giulia do 14/07/2020 em Instagram

Se vocês já ouviram falar em casas na Itália sendo vendidas a 1 euro e ficaram curiosos, vamos contar o que está por trás desse projeto.

Estima-se que mais de 6 mil cidades italianas correm o risco de virar cidades fantasmas, vazias.

Geralmente são cidades pequenas, no alto de uma montanha ou no centro de uma região, quase como ilhas isoladas, algumas são cidades muradas. No italiano existe uma palavra para definir essas cidades: “borghi”. 

Os borgos, na tradução literal, são lugares que costumam ser muito admirados pelos turistas mas que, por não oferecerem muitas opções de estudo, emprego e entretenimento, vão ficando vazias.

Para conhecer mais sobre essas cidades, visite o site da Rai, com o concurso dos borgos mais bonitos da Itália.

Vamos contextualizar um pouco a situação

Os jovens italianos, dos borgos e de outras cidades não tão pequenas, migram para as cidades maiores, em busca de melhores oportunidades de estudo e trabalho.

A população residente, envelhece e morre. As casas desses moradores, quando eles falecem, passam para os seus filhos ou netos que não têm interesse em morar lá e às vezes nem de manter a casa e as taxas associadas nessa.

Com o passar dos anos e a falta de manutenção essas casas se encontram realmente muito deterioradas.

A sua reestruturação pode exigir tanto dinheiro e investimentos que o mesmo proprietário prefere doá-la à prefeitura e se ver livre de tantas responsabilidades.

O abandono dessas casas gera uma série de custos e problemas para as prefeituras. Cidades com poucas pessoas recebem menos dinheiro e a prefeitura investe pouco.

O dinheiro muitas vezes não é suficiente nem para os custos básicos, muito menos para a manutenção dessas casas que em função de décadas de abandono correm o risco de desabar.

Além dos riscos estruturais, as casas abandonadas podem se transformar em pontos de tráfico de drogas e da prática de outros atos ilícitos.

A iniciativa das casas na Itália a 1 Euro

Na tentativa de diminuir seus custos e de repopular as cidades, as prefeituras vendem as casas, que estão em péssimo estado de conservação e com impostos atrasados, pelo valor simbólico de 1 euro.

Ao comprador cabe cumprir uma série de exigências – reestruturar a casa num período previamente definido, regularizar todos os documentos e pagar todas as taxas.

Em alguns casos, exige-se a contratação de mão de obra local e privilegia-se compradores que desejam estabelecer residência na nova habitação (ou transformá-la em um hotel ou em um apartamento para os turistas). 

Existe um site (link nas referências) com todas as informações sobre o projeto das casas na Itália a um euro em italiano, inglês e chinês, pois muitos estrangeiros pensam na possibilidade de ter uma segunda casa na Itália.

Mas é importante saber que as obras nem sempre são simples, algumas casas exigem grandes reformas estruturais, outras devem seguir o padrão atual porque são tombadas pela prefeitura.

Na compra, a prefeitura define alguns pontos que precisam ser reestruturados, mas isso não significa que será suficiente para você morar lá ou alugar o imóvel.

Neste vídeo você pode ver a história de Cecilia, a argentina que comprou uma dessas casas por um euro na Sicília.

Lugares históricos, mas modernizados

Recentemente uma empresa de fibra óptica noticiou o investimento para levar a infraestrutura para internet de alta velocidade aos borgos pois, a alta conexão pode incentivar os italianos e os estrangeiros migrarem para essas cidades, movimentando sua economia já que vivemos em uma época em que o trabalho remoto é permitido.

Algumas prefeituras também têm investido recursos para promover o smart working nessas cidades abandonadas. 

 

Para saber mais, visite esses sites:

https://www.rai.it/borgodeiborghi/

https://casea1euro.it/case-a-1-euro/

https://www.investireoggi.it/economia/come-funziona-il-progetto-case-a-1-euro-e-dove-comprare/

https://www.today.it/partner/vivere-e-lavorare-nell-italia-dei-piccoli-borghi-grazie-alla-connessione-ultra-veloce.html

 

Leia também o artigo em italiano: Case In Italia A 1 Euro

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados