As Cinco Oportunidades De Investimento Na Itália

Compartilhe este post

Tradução de Ivair Carlos Castelan

O mundo das finanças é um universo totalmente complexo, há quem o entenda imediatamente, há quem ainda faça perguntas sobre as palavras “finanças, investimentos, bolsa de valores” etc. Para te ajudar nesse sentido que elaboramos este artigo, com cinco oportunidades de investimento na Itália para você investir o seu dinheiro.

Eu pertenço ao segundo grupo, mas desde que me mudei para a Itália, percebi a importância dos investimentos, das economias, de encontrar uma outra maneira de fazer seu dinheiro render, além de ganhá-lo através de um salário. Certamente vocês também, apaixonados pela Itália, estão se perguntando sobre como investir seu dinheiro no belo país.

Assim, apresento a vocês um resumo simples feito por mim, uma pessoa muito normal e não especialista em finanças, mas que precisou se informar para entender bem o contexto em que vive agora, um dos centros financeiros mais importantes da Europa: Milão.

Investimento na Itália: cinco oportunidades de ouro

Ao investir na Itália, a primeira coisa a entender é que cada tipo de investimento depende dos objetivos de uma pessoa. Fazer um investimento é como escolher uma graduação ou um mestrado, você deve primeiro entender o que deseja fazer com sua vida. Por exemplo: “é melhor fazer um mestrado em filosofia ou em gastronomia?” ou “é melhor investir em imóveis do que em bolsas de valores”? Investir seu dinheiro é como investir em educação, você deve primeiro entender o futuro que deseja para si e para sua família.

Dito isto, apresento uma lista, sem nenhuma ordem específica de importância, com cinco possíveis oportunidades de investimento na Itália:

1 – Setor imobiliário: 

A Itália é o 5º destino turístico mais visitado do mundo (dados atualizados em fevereiro de 2020), de acordo com a Organização Mundial de Turismo (OMT), e algumas de suas cidades também são centros universitários de nível internacional. Somente Milão possui 8 grandes universidades e existem outras cidades estudantis, como Pádua, Bolonha, Nápoles, Roma, Turim, Trieste, Trento, para dar apenas alguns exemplos. Portanto, comprar uma casa em um local turístico ou universitário pode ser uma excelente oportunidade, pois a renda mensal é garantida com o aluguel.

2 – A Bolsa de Valores Italiana: 

A segunda, das cinco oportunidades de investimento na Itália, é a Bolsa de Valores da Itália que está entre os mercados financeiros mais importantes da Europa, a cotação da Piazza Affari (ou seja, todas as empresas cotadas na Bolsa de Valores) inclui grandes empresas internacionais italianas e empresas italianas com alto potencial de crescimento. 

Existe uma iniciativa chamada ELITE, que é o Programa de treinamento da Bolsa Italiana dedicado a empresas com alto potencial de crescimento. Simplificando, esse projeto ajuda as empresas menores a seguir um programa para acelerar o crescimento e melhorar o desempenho na bolsa de valores, o que é importante ao escolher o tipo de investimento que você deseja fazer. Este programa também tem uma conexão com o Brasil:

3 – Títulos de dívida do governo italiano: 

A Itália tem uma grande dívida pública, é o terceiro país com a maior dívida pública entre os países industrializados, de acordo com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Este é um problema para o país, porque é claramente um fardo para os italianos; ao mesmo tempo, porém, é uma oportunidade para os investidores. Por quê? Porque no momento de investir nessa dívida comprando um título do governo, os juros acumulados são altos. 

A questão funciona assim: quem mais precisa de você paga mais e, nesse caso, a Itália precisa de você, um investidor, para poder financiar a dívida dela. Para entender melhor, vamos usar o exemplo da Alemanha, um país que, tendo as contas em ordem mais que a Itália, paga menos juros, porque sua dívida é menor e, portanto, não precisa de você, um investidor. Além disso, o fato da Itália estar em risco com essa dívida elevada aumenta a necessidade de “ajuda” que os investidores podem lhe dar e também aumenta o interesse a ser oferecido na dívida dela. 

No entanto, tenha cuidado, mesmo que seja um país em risco, ele ainda oferece garantias: está localizado na União Europeia (UE) e é o segundo maior produtor industrial da UE, depois da Alemanha, e isso garante tranquilidade aos investidores porque é muito difícil para um país desse tipo falir.

4 – Crowdfunding

A quarta dica, dentre as cinco oportunidades de investimento na Itália preparei para você, se chama crowdfunding. Uma nova maneira de investir, consiste em colocar seu dinheiro em receita, tornando-se o proprietário de uma pequena parte de startups inovadoras. Existem inúmeros projetos tecnológicos, ecológicos, imobiliários, etc. que precisam de um financiamento. 

Assim, são criadas campanhas de crowdfunding na Internet, onde você pode escolher a que “mais lhe inspira” e investir de uma maneira muito simples com alguns “cliques”: escolha o projeto, escolha a quantidade de dinheiro que deseja investir, aguarde atualizações da campanha e acompanhe a evolução do projeto na plataforma que você escolheu. Um exemplo dessas plataformas: https://www.wearestarting.it/offerings/browse/

5 – Abrir seu próprio negócio na Itália: 

É criar uma empresa, de produtos ou serviços, como em qualquer outra parte do mundo, de acordo com suas habilidades. Um exemplo muito bom é o da brasileira Paula Cademartori, que se mudou para a Itália, estudou em Milão e se tornou tão boa que colaborou com a Versace como Designer Júnior, criando sua marca de bolsas que agora se tornou muito famosa. 

Como ela, muitos outros brasileiros são bem sucedidos no setor em que decidiram criar seu próprio caminho. Certamente vocês estão fazendo perguntas mais específicas sobre a burocracia ao investir na Itália: para onde ir, a quem perguntar, quais documentos são necessários, os custos, impostos a pagar, etc. Mas, como eu disse antes, sempre vai depender de cada um de vocês.

Como você já conhece a dica das cinco oportunidades de investimento na Itália que eu preparei para você, a coisa mais importante a considerar agora é: sim, um estrangeiro pode investir na Itália. Alguns dos órgãos específicos que podem fornecer detalhes são:

http://milao.itamaraty.gov.br/it/investimenti.xml

Para ter mais informações, aconselhamos que assistam aos seguintes vídeos 

Leia também o artigo em italiano: Le cinque opportunità di investimento in Italia

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados