Como Fazer Amigos Na Itália

Compartilhe este post

Tradução de Ivair Carlos Castelan

Quando você vai viver em um novo país a coisa mais natural é querer conhecer as pessoas do lugar, falar com elas para conhecê-las melhor, fazer perguntas e, por que não, fazer alguns amigos.

Para mim nunca foi difícil socializar; encontrar amigos nunca foi um problema … até eu chegar na Itália. Mas não se preocupe, isso não significa que os italianos são ruins ou que se sentem superiores, não; muito menos que seja impossível fazer amigos na Itália.  Significa somente que quando você decide mesmo mudar sua vida e ir para um país não como um turista, mas como um cidadão de verdade, o contexto muda, as coisas se tornam um pouco mais complexas, mas não impossíveis. 

Meu guia prático de como fazer amigos na Itália

Eu moro na Itália há alguns anos e, embora inicialmente tenha sido muito difícil encontrar amigos italianos, acabei descobrindo que eles não mordem! Então deixo para vocês esse tipo de “guia prático” com algumas informações sobre qual seria a melhor maneira de fazer amigos italianos para um estrangeiro.

1. Aprenda a cumprimentar as pessoas. As boas maneiras abrem portas em todos os lugares. Um “bom dia” com um sorriso e um simples “obrigado” podem marcar um bom começo.

2. Não rejeite um bom cafezinho. Os vizinhos lhe oferecerem um café, aceite-o! Ainda não encontrei um italiano que não goste de tomar um café. Se eles oferecem, isso significa que eles imediatamente confiam em você e querem “saber mais”. Se você pode retribuir o convite um outro dia, faça-o também! Seria um belo começo.

3. Faça da pizza uma grande aliada. Se você já trocou algumas palavras com vizinhos mais ou menos da mesma idade que você ou com algumas pessoas na academia, organize uma noite de pizza: “Pessoal, vocês gostariam de comer uma pizza juntos nesta sexta-feira?” Com pizza você sempre vai ganhar. Estranhamente, um italiano vai diz que não a uma pizza porque não seria italiano.

4. Não abra mão de um happy hour. O mesmo acima também se aplica aos aperitivos: vá tomar um drinque em um local onde eles também oferecem tira-gostos para você comer. Isso funciona muito bem para quem deseja fazer bons amigos na Itália partindo do ambiente de trabalho, principalmente entre os jovens.

5. Saiba o que nunca deve fazer. Ser intrusivo. Os italianos podem ser abertos, mas ao mesmo tempo discretos com seus espaços e vidas pessoais. Portanto, tome cuidado para não ir além dos limites da confiança, porque, diferentemente de nossos países latino-americanos, onde nós contamos toda nossa vida e nossos problemas após 5 minutos que nos conhecemos, para um italiano leva muito mais tempo. Para eles não é bom que uma pessoa recém-conhecida comece a perguntar sobre sua vida pessoal; você precisar deixar que eles se abram, caso contrário corre o risco de invadir o espaço pessoal deles e criar o efeito oposto ao que você queria. Isso especialmente com os italianos do norte.

6. Faça um bom curso de culinária. Ou algo que interesse tanto a você quanto aos italianos. Neste mesmo sentido, participar de atividades voluntárias também ajuda muito! Isso permite que você entre em contato com pessoas legais, além de fazer o bem aos outros; o voluntariado também ajuda a entender muito a realidade italiana e ir além da superficialidade com a qual estamos acostumados.

7. Converse com as pessoas mais velhas. Está é uma das opções que eu acho que é a mais bonita. Talvez você não faça uma amizade como a que você tem em mente, mas aprenderá muita italianidade e ouvirá muitas histórias bonitas.

As recompensas de se fazer bons amigos na Itália 

Pela minha experiência, esse é um aspecto que me trouxe muita satisfação! Além de receber a sabedoria dessas pessoas que lhe dizem como era a Itália em comparação com hoje, algo já fantástico, elas gostam de conversar e ouvir, porque geralmente são pessoas que vivem sozinhas e ficam, de fato, muito contentes se você falar com elas. 

Vou contar uma pequena história sobre isso: uma noite, me aproximei de uma senhora porque estava chovendo muito e nós duas esperávamos o mesmo bonde, lhe ofereci para ficar sob meu guarda-chuva e ela imediatamente me deu um sorriso e aceitou. Quando entramos no bonde, ela me disse que quando era jovem tinha sido professora de inglês e que fora uma das primeiras pessoas a criar viagens de estudo ao exterior para aprender idiomas. 

Então, curiosa, ela me perguntou de onde sou e eu lhe contei brevemente minha história e chegamos à absurda coincidência de que ela tinha uma prima muito querida no meu país. Isso a deixou tão feliz que ela me pediu o número de telefone para me oferecer um emprego! Assim comecei a ensinar espanhol na Itália, graças a Marilù, uma siciliana que ofereceu a sua neta um curso de espanhol comigo. Ela até me convidou para comer em sua casa, um doce de pessoa.

Em conclusão: para fazer amigos na Itália ou em qualquer outro lugar temos que nos aproximar da cultura que nos hospeda, afinal, somos nós que devemos nos acostumar com o novo contexto, após o qual fica muito mais fácil começar a compartilhar aspectos de nossa cultura também.

Leia também o artigo em italiano: Come fare amici italiani

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados