Morar Em Milão

Compartilhe este post

Tradução de Ivair Carlos Castelan

Viver em Milão significa muitas coisas. Para Angélica, significa o Duomo, que muda de cor dependendo da luz, do tempo, da hora; os Navigli sempre cheios de vida…

Os parques recuperados que atuam como um oásis e que lhe dão a vegetação que às vezes falta; para mim, Milão esconde surpresas atrás das paredes cinzentas, onde existem pátios fantásticos, lojas de artesanato, galerias de arte e tanta história; aqui você encontra uma igreja romana ao lado de um restaurante moderno. Milão é como um quebra-cabeça e cada um a vê e interpreta de uma maneira diferente.

Há quem a odeie e há quem a ame. Para alguns sugam a energia, para outros dão energia. Depende dos gostos, das prioridades, dos ritmos e das necessidades de cada um. Para uma estrangeira como eu, Milão significou um salto positivo na qualidade de vida e muitas oportunidades para explorar, mas também muito dinheiro (gastos) e muitas responsabilidades.

Viver em Milão é conviver com culturas, idiomas e lazer diversos

Milão é uma cidade que não te julga, é por isso que eu gosto. Aqui cada um “cuida da sua própria vida”. Aqui, nós estrangeiros somos muitos, de todos os lugares! Em um bairro, você pode encontrar “lojas de comida indiana-latino-americana-africana” abertas ao infinito e onde você pode encontrar ingredientes para fazer um de seus pratos típicos e não se sentir longe de casa. 

Você pode ver restaurantes e cabeleireiros chineses, latino-americanos trabalhando em diferentes setores, brasileiros cantando enquanto caminham (eu tenho um vizinho brasileiro que SEMPRE canta), alemães, americanos, espanhóis … enfim, uma sopa de idiomas ao seu redor.

Nesta cidade você pode encontrar de tudo: eventos, monumentos, lojas, clubes, restaurantes, pessoas, parques, transporte. Mas também é verdade que, para morar em Milão, você deve ter um salário que lhe permita pagar o aluguel, as contas, as passagens para o transporte, as despesas e que também lhe permita desfrutar de todos os espaços que eu disse antes. Viver em Milão significa ter muitas oportunidades, mas também espaços limitados. Essa última questão me impressionou muito quando cheguei em 2015. 

Viver em Milão é para todos os gostos e todos os bolsos

Aqui moramos principalmente em pequenos apartamentos, que em alguns casos são equipados com cozinhas muito pequenas, máquinas de lavar roupas que parecem brinquedos e com tantos vizinhos, um ligado ao outro. É também uma cidade cheia de paradoxos: aqui fazem a vida aqueles que amam a moda e o luxo, mas ao mesmo tempo há quem nem olha como você está vestido. 

Então, mesmo que Milão seja cara, especialmente para aluguel, você sempre pode comprar uma cerveja por três euros no Navigli, além de encontrar muitas ofertas para comer, fazer compras e vestir-se. Em Milão, todo mundo está com pressa, você sempre precisa monitorar o tempo, mas a própria cidade facilita com meios de transporte pontuais e muitas outras maneiras de se locomover (bicicletas e carros ecológicos que podem ser alugados por algumas horas, vias com espaços para caminhadas, táxis disponíveis …).

Milão uma cidade que não para, ou quase isso

Milão pára – quase – apenas em agosto, quando tudo dorme, mas isso me parece uma questão italiana em geral, devido às altas temperaturas do verão que não permitem que você trabalhe tão bem e faz você pensar apenas nas férias.

Com a Expo Milano 2015 (Exposição Universal), me dizem que esta cidade melhorou muito em termos de planejamento urbano. A mudança foi tão importante que em 2018, pela primeira vez, Milão foi classificada como a cidade onde se vive melhor na Itália.

https://milano.corriere.it/notizie/cronaca/18_dicembre_17/qualita-vita-milano-citta-dove-si-vive-meglio-italia-bolzano-seconda-roma-ultima-2c4c9c24-01cb-11e9-bf79-927a790c292e.shtml)

Em Milão, você pode fazer praticamente o que quiser, dentro dos limites da legalidade, é claro. Gosto particularmente das metrópoles e é por isso que me sinto bem na capital lombarda, apesar das desvantagens que podem ser encontradas. No final, tudo é uma questão de compromisso e equilíbrio. Para viver Milão, você deve entendê-la, mas acima de tudo, entender a si mesmo e saber se seus gostos e habilidades vão coincidir com o que esta cidade oferece a você.

Eis um vídeo sobre a cidade:

http://www.yurysirri.com/portfolios/milano-city-hyperlapse-time-lapse-italia/

Leia também o artigo em italiano: Vivere a Milano

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados