Nápoles

Compartilhe este post

Nápoles é uma cidade de beleza natural exuberante e com muita história. Seu centro histórico tem mais de 2500 anos e em 1995 se tornou patrimônio histórico da Humanidade da UNESCO.

Texto produzido a partir da live realizada no dia 12 de agosto de 2020 no perfil do Instagram @italiadagiulia 

Localização

Napoli, em português Nápoles, fica na região da Campania. Temos a impressão de que os brasileiros conhecem as cidades italianas, mas não as regiões. Vocês sabiam que Nápoles, a Ilha de Capri, Amalfi e a Costa amalfitana, Sorrento, Pompeia e o vulcão Vesúvio ficam na Campania? 

A Itália é dividida em 22 regiões, mais ou menos como os Estados brasileiros. As regiões são formadas por províncias e comunes. Napoli é um comune e uma província (em italiano se diz “Napoli è comune e fa província”). Todas as províncias são formadas por alguns comunes. Veja os mapas abaixo. 

 

 

A província de Napoli (o que está em amarelo no mapa acima) contém vários comunes, inclusive o comune di Napoli (que está em vermelho). Em italiano é Napoli com “i”, mas quem nasceu na província de Napoli é “napolitano”, com “e”.

Importante saber: Todos os comunes pertencem a uma província, que é uma cidade maior, mas não necessariamente o comune pertence à província da cidade grande mais próxima. Por exemplo: Sorrento está bem mais perto de Salerno do que de Nápoles, mas faz parte da província de Nápoles. E a província faz parte da identidade da pessoa.

Por exemplo, Ubatuba é uma cidade que fica mais perto do Rio do que de São Paulo, mas é uma cidade do Estado de São Paulo e seus moradores possuem usos e costumes de São Paulo e não do Rio de Janeiro.

Curiosidade da Itália: No documento de identidade italiano vem escrito o endereço, com comune e província e, para ao italiano a província faz parte da sua identidade, de como a pessoa se vê e se reconhece.

Características da Cidade de Nápoles

Nápoles é uma cidade muito movimentada e com uma identidade muito forte. Tem um porto importantíssimo; tem o vulcão Vesúvio, que é a primeira coisa que vocês vão ver ao sair da estação de trem.

Nápoles tem fama de ser uma cidade perigosa, mas vale dizer que os crimes são roubos de pequenos objetos como carteira, celular, joias e bolsas, o que acontece em todos os lugares. É verdade que alguns bairros não são indicados para os turistas, mas como não são bairros com atrações turísticas, as chances de um turista entrar lá são mínimas.

Para quem nunca viajou pela Europa é importante saber que não encontramos favelas. Existem bairros mais pobres, mas a maioria das pessoas são de classe média. 

O centro de Nápoles é bastante denso, as ruas são estreitas e podem ser escuras durante a noite, mas isso não significa que seja uma área perigosa. Na maioria das cidades italianas, a região central costuma ser a mais nobre, a mais cara e a mais sofisticada.

Nápoles é uma cidade muito movimentada, tem muita gente, muitos carros; às vezes parece que as pessoas dirigem na contra mão, falam alto e usam a buzina. E tudo isso é muito característico da cidade.

Os italianos costumam ter muito orgulho de suas origens – da história, da paisagem, da gastronomia. Faz parte das características dos italianos, mas em Nápoles isso é muito mais forte.

O napoletano é extremamente orgulhoso da sua cultura, da sua história e da sua gastronomia, por exemplo, da pizza; para eles a pizza napolitana é única, todas as outras são uma tentativa de pizza.

Gastronomia: 

A pizza feita em Nápoles tem algumas características específicas, como a borda alta.

Alguns brasileiros dizem que a pizza de São Paulo é melhor do que a da Itália. Para um Italiano que não experimentou a pizza brasileira, isso pode não significar muita coisa, mas para um napolitano é uma heresia.

Nápoles também é muito conhecida pela mozzarella de búfala e a salada caprese (mozzarella e tomate).

É impossível encontrar uma mozzarella melhor do que as feitas em Nápoles. O limão, o tomate, as frutas são especiais e os doces napoletani são muito famosos na Itália toda.

História:

Muitas pessoas não sabem que Nápoles era uma das cidades mais fortes economicamente na Itália.

No período pré-industrial, Nápoles era um importante centro de produção têxtil, sobretudo da seda.

No período industrial foi em Nápoles que surgiu o primeiro complexo metal mecânico do país e por 20 anos (1860 a 1880) vivenciou um importante desenvolvimento econômico.

Em 1871, 10 anos após a Unificação da Itália, Nápoles tinha mais indústrias do que Torino; era também a sede da Bolsa de Valores (que hoje está em Milão), da Zecca (casa da Moeda Italiana que hoje está em Roma).  

Algumas curiosidades:

Sobre o napoletano, ele não tem muitas frescuras. Talvez você não encontre lugares sofisticados como em Roma e Milão.

Você pode entrar em um restaurante excelente, super gostoso, mas, vendo de fora ele parece um restaurante velho, pouco cuidado.

O napoletano reconhece o seu valor, sabe que é bom e não precisa demonstrar isso para os turistas.

Em Nápoles, a maioria das pessoas falam dialeto, mas um turista não precisa saber o dialeto. Se eles falam entre eles em uma língua que você não entende é porque realmente não é para você entender, mas se você for morar lá, faz sentido aprender algumas expressões ou gírias.

Nem sempre dá pra traduzir o que foi dito em dialeto, pois, a tradução empobrece o discurso, mas isso acontece em qualquer dialeto.

O amor do napolitano pela cidade é impressionante então, tenha muito respeito e não fale mal.

Alguns problemas de Napoli:

  • O trânsito pode ser considerado um problema para quem não está acostumado.
  • O lixo. Nápoles tem um grande problema com o lixo, o que tem a ver com a gestão e por isso a cidade acaba sendo um pouco mais suja do que a média das cidades italianas. Então, se você procura uma cidade organizada, limpa e silenciosa, Nápoles não é para você.

Dicas para quem pensa em morar em Nápoles

  • É importante aprender o dialeto, eles usam no dia a dia.
  • Se pode encontrar emprego em setores como turismo, transporte, mas fazer carreira lá é outra história. Pode ser mais difícil já que não são tantas as empresas.
  • Para alugar um apartamento em Nápoles ou em qualquer outra cidade da Itália, é importante saber se comunicar em italiano porque, normalmente, os proprietários e as agências pedem alguns documentos particulares como o contrato de trabalho, o endereço de residência, conta bancária, etc. e se não se fala italiano é difícil se comunicar. Além disso, se não souberem falar bem, torna-se difícil estabelecer uma relação de confiança, o que pode complicar a tratativa de aluguel. 

Lugares para visitar

A província de Nápoles é bem grande e tem lugares lindos para visitar. Eis, algumas sugestões muito conhecidas e que valem a pena visitar:

  • A Ilha de Capri, com o passeio de funiculare (bondinho) e a maravilhosa grota azurra (gruta azul).
  • O sítio arqueológico de Pompeia e suas inúmeras descobertas e na saída, uma limonada deliciosa e refrescante.
  • A península de Sorrento com as suas praias e o seu visual cinematográfico.
  • Na província de Salerno: Positano, Amalfi e a costa Amalfitana, com as praias de pedrinhas (e não areia), água cristalina e preços altíssimos.

Se vocês quiserem saber mais sobre a região, eis dois links interessantes: 

 

Leia também o artigo em italiano: Napoli

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados