Praias Italianas

Praias Italianas

Compartilhe este post

Tradução de Ivair Carlos Castelan

Premissa: a Itália é uma península, está rodeada de água e devido ao seu formato longo, as praias italianas e suas paisagens podem ser muito diferentes entre o sul e o norte.

Toda a Itália é banhada pelo mar Mediterrâneo e, dependendo da região geográfica, tem nomes diferentes: a leste encontramos o mar Adriático, a oeste o mar Tirreno e o mar da Ligúria e, ao sul o mar Jônico e o mar Mediterrâneo.

Para quem vem de regiões mais quentes ou tropicais da América Latina, ir às praias italianas pode criar um impacto visual – talvez não agradável – nos primeiros momentos, principalmente no norte, onde as cores são muito diferentes, com tons mais escuros daqueles que estamos acostumados a ver, e pedras e rochas em vez de areia.

Além disso, a água é fria. Mas nem sempre, felizmente. Nos momentos mais quentes do verão, pode ser ainda mais quente que o clima exterior, é uma sensação muito estranha, mas agradável.

No Sul é definitivamente diferente. As cores são muito parecidas com as latino-americanas: azul, verde e amarelo; se você ver uma foto de uma praia na Sardenha, Sicília ou Calábria, pode facilmente confundi-la com o Caribe.

Porém, em defesa do norte, devo dizer que há algo de belo porque lá, o que chama a atenção é a organização: quase todos os banheiros privativos, bem dispostos, às vezes divididos com paredes de madeira e com guarda-sóis e cadeiras de cores diferentes para separar um estabelecimento do outro e que, vistas de cima, criam uma bandeira colorida.

O que significa ir às praias italianas

Ir à praia na Itália pode significar, pelo menos no começo, sentir-se um pouco limitado porque os espaços não são tão extensos quanto a imensidão das praias brasileiras e, talvez, você possa sentir saudade da “selvagem” liberdade latino-americana, na qual os limites se perdem com o olhar e não há nada além da natureza e do homem.

Mas voltando à Itália, o fato das praias italianas estarem organizadas, de certa forma, significa que são muito bem equipadas e confortáveis.

Assim que você chegar a um centro ou estação balnear (como são oficialmente chamados estes empreendimentos turísticos com zonas de praia delimitadas) e pagar a tarifa solicitada, poderá ter mais ou menos comodidades e serviços como, por exemplo, cadeira, guarda-sol, colchonete, espreguiçadeira, banheiros limpos, cabines com vestiários e chuveiros, estacionamento, lugares para comer bem próximos e espaço garantido para cada pessoa.

Outros locais ainda oferecem espaços para a prática de esportes como tênis e futebol, tênis de mesa, piscinas, vôlei de praia, etc.

Outra coisa que me impressionou positivamente quando fui à praia pela primeira vez neste país é a segurança.

Nos lugares por onde estive, pude deixar minhas coisas na espreguiçadeira e tomar um banho de mar, calmamente, sem perder nada.

Dessa forma, descobri que quando um italiano sai de férias, ele realmente aproveita e não se importa com nada além de seu livro, sua comida, sua bebida e seu bronzeado; as coisas de outras pessoas de fato não lhe interessam.

C:\Users\Angelica\Contacts\Downloads\beach-3633226_1920.jpg
Estações balneares italianas

Quanto custa frequentar as praias italianas

Se quisermos falar sobre quanto custa ir à praia na Itália, existe uma grande variedade de preços. Alguns estabelecimentos oferecem pacotes diários, semanais ou sazonais que variam entre 10 e 450 euros por dia. Mas atenção: também há praias italianas abertas e são gratuitas! E são igualmente limpas e organizadas, com a diferença de que não há nenhum ou apenas alguns dos serviços descritos acima, então as pessoas devem se organizar, levando seus próprios equipamentos.

Em todo caso, como os italianos sempre saem de férias nos meses de verão, os preços dos serviços sobem nesse período, portanto, a reserva antecipada garante melhores tarifas.

Este é um dos exemplos dos preços diferenciados de um balneário na Itália, que oferece de tudo um pouco, para todos os gostos.

C:\Users\Angelica\Contacts\Downloads\bathhouse-2357957_1920.jpg
Exemplo de vestiário, chuveiro ou banheiro na praia 

Modalidades e lugares para se frequentar nas praias italianas

Você pode ir às praias italianas, dependendo de onde você está e para onde quer ir, de trem, de carro, de ônibus, de bicicleta ou até a pé. Lembre-se de que as distâncias na Itália são muito curtas.

Se as compararmos com as do Brasil dá até vontade de rir, pois você pode ir à praia no mesmo dia, ou fazer um bate e volta. Mas se preferir, pode reservar vários tipos de locais (hotéis, acampamentos, alojamentos simples, chalés…). Vou explicar um pouco no que consiste cada um desses lugares:

Hotel

São mais ou menos as mesmas estruturas que no resto do mundo, com quartos confortáveis, restaurantes e mais serviços e comodidades.

Acampamentos

É a minha opção preferida porque me ofereceu uma experiência que eu nunca tinha vivido antes.

Quando ouvi falar em “ir acampar”, ou seja, levar a barraca, o colchão inflável, algumas cadeiras e outros equipamentos de camping, pensei que estava indo para o meio do nada na natureza, que tinha que armar a barraca na areia e sobreviver sem eletricidade e com as poucas coisas levadas.

Mas a realidade é muito diferente. Os acampamentos na Itália são locais equipados com serviços como banheiros, chuveiros, locais para lavar roupa.

Você aluga um espaço onde pode montar a sua barraca e dormir em contato com a natureza, mas com ligações elétricas, de forma segura e sem ter que ir no meio das árvores para fazer xixi.

Gosto por ter mais em contato com a natureza tanto de dia como de noite, mas sem ficar desconfortável.

Alojamentos simples

Podem ser apartamentos ou pequenas casas para alugar, para quem deseja mais liberdade de movimento ou para quem deseja ficar com a família.

Chalés

São casas amplas e bonitas.

Alugar um destes locais junto ao mar pode ser considerado um luxo, custando frequentemente mais de mil euros … por dia.

Também deixo para vocês um site muito interessante dedicado apenas às praias italianas, em que, de acordo com os seus gostos e preferências, pode ajudar a encontrar a praia que mais agrada você.

A comida

Como de costume, é uma das coisas mais interessantes na Itália. Mar que você conhece, peixe que você come. A variedade de pratos de frutos do mar é absurdamente interminável.

Em Livorno, por exemplo, há alguns anos comi um risoto com tinta de lula, quando vi no cardápio nem sabia o que significava, mas os italianos com quem eu estava me recomendaram e por isso confiei neles.

Nunca pensei que comeria arroz feito com uma substância negra que vem de um animal marinho. Pensando nisso, não parecia muito atraente, mas assim que coloquei a primeira garfada na boca, perdi as palavras … estava simplesmente delicioso.

Surpresas como essas podem ser encontradas infinitamente porque, devemos lembrar, a Itália é sempre uma península.

Por falar em frutos do mar, o macarrão com mariscos é um must e o fritto ou frittura di pesce é, mais ou menos, a especialidade que une todo o país.

Atenção: aqui a ordem dos fatores altera o produto: “frito di pesce” não é o mesmo que “pesce fritto”.

O primeiro é uma mistura de frutos do mar e diferentes tipos de peixes feitos com uma espécie de tempura que aqui chamam de “pastella” e que pode ser encontrada tanto em restaurantes quanto como comida de rua; o peixe frito, pelo contrário, é só isso, um peixe frito.

C:\Users\Angelica\Contacts\Downloads\calamari-1032984_1920.jpg
Fritto/frittura di pesce
C:\Users\Angelica\Contacts\Downloads\plaice-2796910_1920.jpg
Pesce fritto

Para entender um pouco como a comida de praia pode ser variada na Itália, leia este artigo.

Enfim, os mares italianos, embora possam ser diferentes dos nossos na América Latina, são um oásis para o resto da Europa, especialmente para os países do norte.

Não se surpreenda se encontrar alemães, russos, suecos, etc. na praia durante o verão. Muitos deles são apaixonados pelas praias italianas, muitos deles têm sua casa de férias aqui na Itália.

Para mim, o mar é mágico em qualquer forma que se apresente, então aproveite essa experiência pensando na beleza que está à sua frente e não no que você deixou para trás.

Lembre-se também que na Itália você não pode se banhar no mar o tempo todo, porque existe uma coisa chamada inverno, então aproveite a estação adequada para ir até lá, as curtas distâncias, a comida e a serenidade que esta península mediterrânea oferece com todas as suas cores.

Alguns vídeos especiais sobre o mar italiano:

https://www.raiplay.it/video/2020/07/Linea-Verde-Estate—Elba-96ef7098-3f92-4c88-afe0-a88bf29b3a3f.html

https://www.youtube.com/watch?v=56NG63q1eRM

https://www.raiplay.it/video/2020/07/Linea-Verde-Estate-Livorno-8e0af96d-3d6b-4e47-affe-b721cf841889.html

https://www.raiplay.it/video/2020/07/Linea-Verde-Estate—Elba-96ef7098-3f92-4c88-afe0-a88bf29b3a3f.html

 

Leia também o artigo em italiano: Spiaggia all’italiana

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados