Trabalho na Itália para Descendentes: Mostre O Que Te Faz Ser Diferente dos Outros

Compartilhe este post

Tradução de Ivair Carlos Castelan

Procurar e encontrar trabalho na Itália para descendentes é um tema complexo, não podemos negar, principalmente porque não conhecemos a dinâmica da cidade onde podemos viver, no meu caso Milão; não conhecemos as pessoas do lugar e ninguém nos conhece.

No entanto, apenas disse que é complexo, mas não impossível.  Basta programar-se e ter ideias claras em relação a quem você é e o que você quer fazer, isto te ajuda a estipular objetivos claros e a começar a se organizar. A primeira coisa a levar em consideração é a cidade onde morar. O local com maior possibilidade de oferecer trabalho na Itália para descendentes é justamente Milão, a capital econômica do país, oportunidades certamente existem na cidade.

É fundamental ter um plano de procura com os objetivos e programações estabelecidas, mas sobretudo respeitá-los, como por exemplo: “esta semana atualizo o meu CV e os meus perfis online”, “na próxima semana crio um base de dados (‘database’) com 40 empresas às quais devo enviar o meu Curriculum Vitae”, “na próxima semana ligo para 10 empresas e me apresento por telefone (ou marco reuniões por Skype, chamada de vídeo via WhatsApp, etc.)”.

A importância de se adaptar

Cada um conhece os seus limites, disponibilidades e necessidades, portanto adaptem os seus planos e assinalem aquilo que já foi feito para poder ter tudo sob controle. É MUITO importante saber que estamos em um mercado cada vez mais competitivo, e é por isso que você deve encontrar aquele algo a mais que te faz ter um diferencial em relação a todos os outros. Pode ser uma competência linguística, informática ou mesmo cultura.

No caso específico dos brasileiros, notei que vocês possuem muitas habilidades que fazem vocês serem diferentes, num sentido positivo: não é apenas a língua, mas também a abordagem em confrontar e se adaptar a diversas situações bem como, a habilidade de encontrar soluções simples para problemas que possam ser considerados complexos.

O que você está procurando e o que pode oferecer?

Além disso é preciso saber exatamente o que procurar e o que se pode oferecer. A meu ver, as pessoas que procuram trabalho podem ser classificadas em duas categorias:

1 – Qualificadas: aquelas com nível superior, especializações e experiências específicas.

  • A melhor coisa é começar a procurar, ainda que você esteja no Brasil. Você pode começar a ver os locais em que as pessoas com as suas qualificações procuram, locais onde você gostaria de trabalhar, preparar o seu CV para depois entrar em contato com as empresas para enviá-lo.
  • Desse modo, ainda que você esteja longe, você pode, de qualquer forma, receber opiniões sobre o teu perfil, e isso te ajuda a ter uma ideia sobre o que melhorar e do que precisam na Itália. Talvez você encontre um trabalho antes da mudança, nunca se sabe.
  • Vocês podem pesquisar as agências de emprego temporário locais na internet e fazerem o cadastro. Essas agências são aquelas que gerenciam a demanda e as ofertas de trabalho, avaliando os CV e ajudando os candidatos a se encaixarem nas diversas opções que são oferecidas.
  • Abrir ou melhorar o perfil LinkedIn de vocês. Na Itália, isso é um modo de busca muito difuso entre as empresas, eu mesma fui contatada por diversas empresas por intermédio desta plataforma, por isso posso garantir a vocês que não é um mito. Sugiro a vocês que façam uma breve descrição inicial em todos as línguas que vocês falam.
  • Há ainda a opção de ser um profissional liberal. Neste caso, a pessoa fornece os seus serviços profissionais a vários clientes sem depender de um empregador. Para esta tipologia são necessários requisitos legais específicos e um contador deve ser consultado (pessoa que faz este tipo de consultoria).

2 – Aqueles que buscam trabalho na Itália para descendentes sem nenhuma qualificação específica:

  • Publicar o serviço de vocês em sites de anúncio como Kijiji, Bakeca, Subito.it, ProntoPro (este último é válido também para aqueles com alguma qualificação).
  • Ficar atento a todos os anúncios que se encontram por aí. Milão é uma cidade que está sempre em movimento e com muitos fluxos de pessoas, no qual lojas, restaurantes, escritórios, etc., frequentemente penduram anúncios nas vitrinas com o famoso “Procura-se…”.
  • Andar! Rode a cidade para entregar a sua candidatura nas mãos do dono do local ou da loja que procura mão de obra. Você pode escolher um número de áreas por dia, assim não ficará maluco. Muitas vezes, apresentar-se pessoalmente é visto por aqui como sinal de seriedade e de “vontade de fazer”.

Conselhos para todos que buscam trabalho na Itália para descendentes

Recorra a comunidade a qual vocês pertencem. Neste caso, a comunidade brasileira tem muita experiência de trabalho e de adaptação, e é muito unida. Ninguém melhor do que o teu experiente conterrâneo para lhe dar os conselhos certos?

No caso específico de Milão, sendo uma cidade multicultural, procura-se sempre pessoas que falem mais de uma língua, tente procurar estes locais e destacar esta habilidade.

Atenção ao que vocês colocam nas redes sociais. Não apenas nos perfis de uso pessoal, mas também nos grupos de comunidades estrangeiras na Itália, como por exemplo os que existem no Facebook.

Coisas do tipo “estou desesperado, me ajudem pois não sei o que fazer”, “sou jovem  e faço qualquer coisa”, “acabei de chegar com minha família e preciso de um trabalho”, eles não falam bem de ninguém, porque são sinais de falta de organização e, além disso, outras pessoas saberão que você é vulnerável, e isso pode representar um risco.

Por fim, PACIÊNCIA. O desespero não ajuda. É preciso sempre fazer uma reflexão sobre você mesmo e perguntar-se “o que eu posso oferecer para a Itália?”. Estas respostas te ajudarão a se conhecer melhor e a se organizar, o que é fundamental no momento das apresentações e nas entrevistas de trabalho.

Links interessantes:

Leia o artigo em italiano: Lavorare in Italia

Faça o exercício deste artigo: Exercício

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados