Treviso

Compartilhe este post

Neste texto vocês encontrarão informações sobre como se vive em Treviso e algumas diferenças do estilo de vida nas pequenas e nas grandes cidades italianas. Também encontrarão uma dica de como buscar informações sobre as cidades italianas,

Texto, baseado na live do Itália da Giulia, do dia 29 de julho de 2020 @italiadagiulia

 

Texto de Carla Bottino

 

Treviso é uma cidade no norte da Itália, na região do Vêneto e é muito conhecida pelos brasileiros. 

Treviso

No século XIX quando aconteceram os grandes fluxos migratórios, muitos italianos do Norte, sobretudo da região do Vêneto, vieram para o Brasil em busca de melhores condições de vida. Naquele período esta região passava por muitos problemas econômicos, mas hoje é uma das regiões mais ricas do país, juntamente a outras regiões, industrializadas e produtivas, do norte da Itália.

Treviso mesmo sendo uma cidade pequena, tem um aeroporto e é economicamente muito ativa. É uma cidade histórica, simpática, elegante, limpa, segura e organizada.

Treviso é uma cidade que funciona bem, mas quem quiser morar lá, deve conhecer os pontos positivos e negativos. 

Ponto positivo: já que tem tantas empresas, não é muito difícil encontrar um emprego.

Ponto negativo: o clima porque faz frio, tem muita neblina – em algumas épocas do ano – e chove bastante.

Treviso é uma cidade cheia de canais – córregos e rios pequenos – que favoreceram o seu desenvolvimento comercial.  O rio Sile era o principal responsável pela ligação da cidade com Veneza.

Dado curioso sobre Treviso: é conhecida como urbis picta – expressão em latim que quer dizer cidade pintada, cidade colorida, decorada porque era comum colocar afrescos nas casas.

Curiosidade: os italianos usam muitas palavras em latim já que está presente em diversos contextos. Por exemplo, em alguns tipos de liceo, os jovens aprendem latim; às vezes, durante a missa de Natal pode-se rezar ou cantar em latim. Isto acontece também durante outras celebrações religiosas.

Treviso vista pelos olhos de um brasileiro e de um italiano

Sobre a descrição das cidades é importante dizer que italianos e brasileiros as descrevem de maneiras diferentes, pois cada um tem uma lógica própria, uma cultura diferente e um olhar característico. No Brasil as cidades, se comparadas com as italianas, costumam ser grandes, na maioria das vezes são inseguras, mal organizadas, tem muito trânsito e poucas pessoas usam o transporte público. Sendo assim, ao descrever uma cidade, os brasileiros falam daquilo que eles não têm, mas estão procurando em uma cidade.

Neste sentido, um brasileiro poderia descrever Treviso como uma cidade organizada, segura, calma tranquila, que funciona bem, produtiva e muito bonitinha (ou fofinha). Já um italiano poderia descrevê-la de forma mais direta dizendo apenas que é uma cidade pequena, desenvolvida, com muitas opções de trabalho, que os meios de transporte públicos funcionam, que faz frio, que as pessoas são fechadas e ligadas ao território. Não é comum para os italianos descrever uma cidade como organizada, pois na Itália, ser organizado é algo normal, portanto não é uma característica fundamental. 

Como buscar informações sobre uma cidade, de forma geral e também sobre Treviso

De forma geral, mesmo que para um turista não faça muito sentido procurar por este tipo de informações, é sempre útil saber para onde se vai, o que os locais (residentes) fazem e o que as pessoas falam sobre a cidade.

Existem diversas opções de pesquisa para conhecer os aspectos mais importantes de uma cidade. Vocês podem visitar um site de turismo, conversar com quem já visitou a cidade ou entrar na Wikipedia e, nesses casos, vocês encontrarão uma descrição genérica da cidade. 

Tentem seguir esses passos para conhecer (buscar informações sobre) uma cidade italiana;

  1. Ver em qual região fica, pois como no Brasil, em que cada Estado da Federação tem uma cultura específica e cada cidade tem características próprias, assim acontece na Itália em que cada cidade e cada região têm características diferentes.
  2. Conhecer a história, ver fotos sobre as paisagens, os lugares para visitar, ler os programas que outros turistas fizeram, ler os comentários que os viajantes fazem ou ouvir o que os amigos dizem;
  3. Buscar quais são os problemas da cidade no Google em italiano;
  4. Buscar em fóruns o que os italianos falam sobre a vida em determinada cidade.

A opção mais completa e mais realista é procurar no Google em italiano algumas palavras-chave do tipo: “problemas Treviso”. Entrar em fórum de discussão para saber como se vive em Treviso, é sempre útil, mas é preciso fazê-lo em italiano para conhecer, de fato, a opinião de um italiano e não de um turista. Buscar estas informações em italiano, mesmo que vocês não falem muito bem, ajudará a entender os problemas da cidade. 

Um exemplo de uma situação real de um dos fóruns de discussão, pode ser um italiano que escreve “moro em Roma e recebi uma proposta de trabalho em Treviso, gostaria de saber algo sobre como é viver nesta cidade”. Algumas pessoas poderão responder “não, não troque Roma por Treviso, a cidade é muito tranquila, muito calma, você vai ficar entediado, quem mora em Treviso só trabalha”. Também poderão falar que o salário em Treviso é melhor (mais alto), mas o custo de vida também é maior, então se ganha mais, mas também se gasta mais.

Sobre o custo de vida

Muitas pessoas têm a ideia de que as cidades menores vão ter um custo de vida menor. Não necessariamente. Pode existir menos concorrência, o transporte para a mercadoria chegar em um determinado lugar pode ser mais caro, o que acaba encarecendo os produtos.

Para quem vai para Treviso de férias, passar um ou dois dias, o custo de vida não vai influenciar na viagem. Para morar a avaliação a ser feita é outra.  

Sobre a vida cultural

A vida cultural em uma cidade grande é muito mais agitada, com muito mais opções de lazer do que em uma cidade pequena.

Além da gama de opções de entretenimento ser bem maior em uma cidade grande, as cidades como Roma, Milão, Bolonha, Napoli, Torino têm outro estilo de vida. Por exemplo, as pessoas almoçam com os amigos, em um restaurante; depois do trabalho vão para um aperitivo, podem visitar uma exposição ou podem sair para jantar.

Nas cidades pequenas as pessoas não saem tanto. Mesmo o aperitivo sendo um hábito dos italianos, diz-se que em Treviso as pessoas só trabalham*.

*Observação: quando o italiano diz que trabalha muito, não significa que ele trabalhe mais horas por dia, mas que leva o trabalho muito a sério, que ele é focado no trabalho. 

Rotina de um jovem que mora em Treviso

Enfatiza-se a palavra “jovem” porque, quando a pessoa já tem filhos, o estilo de vida é um pouco diferente.

Em geral, as pessoas trabalham das 9 às 18. É obrigatória uma hora de pausa para almoçar e as pessoas podem almoçar em casa ou em um lugar perto do trabalho. Às vezes, depois do trabalho, as pessoas tomam um aperitivo com os amigos e, depois, vão para casa. Para um italiano jovem, este estilo de vida pode parecer aborrecido e monótono, mas para um brasileiro que está estressado com o trânsito, ou com os longos deslocamentos, viver como se vive em Treviso pode ser um sonho. Tudo depende do estilo de vida que a pessoa deseja.

A rotina de um jovem de uma grande cidade vai ser diferente. O expediente é basicamente o mesmo, mas as lojas, o comércio, em geral, podem ficar aberto até mais tarde. Normalmente, ele não almoça em casa, mas pode encontrar amigos para almoçar. Depois do trabalho fazem um aperitivo, podem ir a uma galeria de arte, assistir a um show na praça ou podem sair para comer uma pizza com outros amigos. A vida tende a ser mais agitada.  Tudo isso era possível até fevereiro de 2020 pois, desde então, as rotinas estão muito diferentes devido à pandemia Covid-19.

É verdade que uma cidade heterogênea recebe melhor um estrangeiro ou um imigrante?

Isso depende muito do perfil das pessoas. A diversidade é uma característica das cidades grandes. As pessoas nas cidades grandes têm a vida mais corrida, fazem mil coisas e não param para conversar, são mais atarefadas, são mais distantes. 

A recepção em uma cidade pequena pode ser mais calorosa. As pessoas se conhecem, as relações podem ser mais íntimas, as pessoas conversam nos bares, se reconhecem na rua. As pessoas pegam sempre o mesmo ônibus para ir para o trabalho, para a escola. Portanto, frequentando os mesmos lugares, acabam se conhecendo. Nas pequenas cidades moram menos pessoas, portanto socializar se torna mais fácil.  

Enfim, a cidade ideal, seja grande como Roma ou pequena como Treviso, depende muito do que cada pessoa espera encontrar e do perfil de cada um.

Qual é o seu perfil? Você prefere passar inobservado no meio de um monte de gente em uma grande cidade ou ter amigos mais íntimos em uma cidade pequena?

 

Leia também o artigo em italiano: Treviso

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados