Ferragosto, O Momento Em Que Os Italianos Desaparecem

Ferragosto

Compartilhe este post

Tradução de Ivair Carlos Castelan

Durante uma das reuniões de nossa equipe, surgiu o tema “Ferragosto“, um pouco por acaso, e como alguns de nós latino-americanos, que já moramos ou vivemos na Itália, percebemos isto e o que, por outro lado, ele realmente significa para os italianos.

Para Ivair, brasileiro, e para mim, venezuelana, organizar algo ou sair de casa no momento em que todos estão fazendo isso, não parecia algo especial; para nós, ficar em casa no dia 15 de agosto não é um problema.

Mas a verdade é que tanto a Giulia quanto a Consuelo, ambas italianas, nos mostraram que não se trata apenas de seguir a multidão ou de fazer algo porque todos os outros estão fazendo.

Comemorar o Ferragosto, desligando-se das atividades do cotidiano é muito importante para a identidade cultural italiana, é uma data que pertence aos italianos, que é esperada durante todo o verão, justamente, por ser sinônimo de férias e, para eles, têm um alto valor simbólico.

Você sabe o que é o Ferragosto?

Para quem não sabe o que é Ferragosto, farei um breve resumo: é um dia de festa em toda a Itália que é comemorado no dia 15 de agosto.

Seu nome vem de Ottaviano Augusto, o primeiro imperador romano, que fixou o primeiro dia de agosto como o dia inicial de um mês de descanso; entretanto, a Igreja Católica mudou o feriado para o dia 15 de agosto, para coincidir, desse modo, com o dia dedicado à Assunção de Maria. Se você quiser saber mais sobre este assunto, sugiro que leia o artigo: Come Si Vive L’estate In Italia.

O que encontramos durante o Ferragosto?

Durante Ferragosto você não vê nada além de ruas vazias, muitas lojas fechadas, você sentirá calor e silêncio, exceto em lugares muito turísticos, onde encontrará principalmente turistas estrangeiros.

E para onde vão os italianos? Esta é a grande questão, mas a resposta é simples: eles desaparecem.

Os italianos que querem curtir o Ferragosto se preparam com antecedência, reservando os lugares que querem ir: na praia, nas montanhas, em outro país, no restaurante, na piscina …

Enfim, a ideia é se divertir e relaxar porque o contexto é perfeito: verão, sol até tarde, horas livres, família e amigos disponíveis.

Muitos combinam suas férias de trabalho com este dia e, portanto, “se desligam da tomada”, por uma ou duas semanas. Outros italianos preferem ficar na cidade por opção ou por obrigação de trabalho, então para eles é também um momento de desfrutar de seus espaços com mais serenidade, pois há realmente um ar de tranquilidade.

Mas o que um estrangeiro, que ainda não sabe o que é Ferragosto, pode fazer?

Bem, se Ferragosto te pegou de surpresa, como eu, e você acordou no dia 15 de agosto se perguntando onde estão todos, você pode fazer algumas destas coisas:

  • Faça caminhadas tentando descobrir os detalhes da cidade onde você está.

Seria um exagero dizer que você tem a cidade só para você, mas a primeira vez que você vivencia um Ferragosto é a percepção que você sente.

É um momento lindo para curtir o lugar onde você mora e descobrir as maravilhas que, normalmente, ficam escondidas por um amontoado de gente ou que você não pode ver por falta de tempo.

Os espaços estão quase vazios e permitem-lhe liberdade de movimentos e de descobertas.

  • Visite museus (muitos têm ingressos com desconto).

Mas primeiro faça uma pesquisa na Internet, do tipo: “museus abertos durante o Ferragosto em [nome da cidade]”, para ter certeza de que os lugares estão abertos.

  • Visite as cidadezinhas ao seu redor.

Talvez você já saiba disso, mas mesmo assim vale lembrar: a Itália é bela porque é variada, suas belezas vão além de Roma, Florença, Veneza e Milão.

Uma das coisas mais bonitas que a Itália tem são suas pequeninas cidades, tesouros que lembram diferentes estilos: romanos, medievais, renascentistas, modernos … e juro que valem a pena ver. Não é por acaso que a Itália é chamada de “Belpaese” (país belo, lindo). Ferragosto é perfeito para visitar esses lugares, mesmo que seja apenas para uma caminhada. Lembre-se de que os restaurantes, provavelmente, estarão fechados, então você precisa se preparar primeiro.

  • Também há muitas festas legais, com tantos fogos de artifício, organizadas em toda a Itália.

Você pode pesquisar neste site dedicado, justamente, aos eventos do Ferragosto: eventi di Ferragosto.

  • Se, no entanto, você quer viver a experiência do Ferragosto como um verdadeiro italiano…

Reserve suas férias, no lugar que você escolheu, com um ou dois meses de antecedência.

Peça conselhos aos italianos que conhece ou, se ainda não conhece ninguém, pergunte nos postos de informação aos turistas. Porém, lembre-se que os preços sobem neste período específico, porque é a época em que todos saem de férias e há muita procura.

O que há de especial em 15 de agosto?

A esta altura, você deve estar se perguntando algo como: “mas qual é a real necessidade de fazer algo em 15 de agosto? Não é mais fácil ficar em casa tranquilo e sem preocupações?”

Eu também pensava assim, mas falando com a Giulia e a Consuelo entendi que as culturas existem por uma razão e é importante compreendê-las e respeitá-las.

Para os italianos, Ferragosto não significa apenas fazer algo “porque todo mundo faz”, vai além disso.

Para os italianos, reproduzindo as palavras de Consuelo, 15 de agosto significa prazer, “a vontade de organizar algo para estar com os amigos, divertir-se, descansar e não pensar em nada”, e também significa que “o verão está acabando”; para ela, quando passa o dia de Ferragosto, sente mentalmente que já chegou setembro, que acabou o verão e que começa o novo ano.

No final dessa nossa conversa, Giulia fez duas comparações que explicam, em poucas palavras, o que é o Ferragosto para um italiano: “é como esperar o Natal, mas sem a obrigação de preparar algo para comer”, “é como carnaval para muitos brasileiros: sagrado”.

Aliás, você já pensou o que o brasileiro faria sem o carnaval?

 

Leia também o artigo em italiano: Il Ferragosto, Il Momento In Cui Gli Italiani Spariscono

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados