Livros Para Estudar Italiano

Livros Para Estudar Italiano

Compartilhe este post

Carla Bottino

 

Texto produzido com base na live do dia 22 de agosto de 2020.

Estudar italiano não é apenas estudar o conteúdo. A palavra “apenas” está grifada, pois sabemos que concentrar- se no estudo não é pouco. Mas, embora não seja pouco, também não é o suficiente.

Estudar italiano é usufruir de todas as fontes de conhecimento além do online

Podemos dizer que temos o mundo on line – onde encontramos o conteúdo que está disponível nas redes sociais, nos meios digitais, nos sites e aplicativos, que é facilmente acessado através do nosso computador, tablet ou smartphones; e o mundo concreto, dos objetos que podemos manusear, seja um livro, uma revista, um mapa mental ou qualquer coisa que encontramos espalhada pela casa e que nos remeta ao ensino da língua.

A ideia é encontrar coisas que façam com que vocês lembrem do italiano sem precisar pegar o dispositivo eletrônico e acessar o mundo digital.

Para enriquecer a live, foi aberto um espaço para que os seguidores indicassem alguns livros e alguns dos autores citados foram:  Elena Ferrante e Alberto Moravia, autores italianos que escrevem em italiano, para italianos.

Também sugeriram o livro O pequeno príncipe pois ler uma história conhecida facilita o processo de compreensão do texto.

Não é fácil ler um livro em italiano, mas é importante que vocês, alunos, tenham um parâmetro de quanto vocês estão evoluindo.

Da mesma forma que pode ser muito difícil para um brasileiro ler um livro em italiano, pode ser muito difícil para um estrangeiro acompanhar uma novela no Brasil.

É um outro estilo de narrativa, com vocabulário e ritmo próprios. Por mais que ele (o estrangeiro) consiga se comunicar no dia a dia, acompanhar e entender uma novela não é tarefa fácil.

Foram sugeridos três tipos de livros: 

  • Livros técnicos, de medicina, de psicologia, de acordo com os interesses específicos de cada aluno.

Esses livros técnicos cumprem os mesmos objetivos dos livros mencionados acima, servem para que os alunos possam avaliar o quanto entendem hoje e o quanto falta para alcançar o ponto desejado.

 

  • Livros de italiano, complementares a um curso.

Quem faz um curso estruturado não precisa comprar livros para fazer exercícios, isso faz parte do curso.

Mas se vocês quiserem comprar alguns que podem complementar o curso e ficar disponíveis pela casa, seguem algumas sugestões:

Nuova grammatica pratica della lingua italiana; I pronomi italiani; Le preposizioni; I verbi; Le parole italiane; L’italiano per modo di dire, e Nuovo canta che ti passa.

Além desses, o dicionário Parola chiave da editora Martins Fontes é muito bom.

Para quem está começando a estudar italiano e quer comprar um dos livros, é sempre bom começar com a “grammatica” por ser um livro mais geral e trazer exercícios variados de todos os temas. 

Apesar de alguns livros estarem disponíveis em pdf na internet, usar materiais disponíveis na rede sem o pagamento de direitos autorais, é uma prática muito comum.

Mas, lembre: o escritor vive disso, ele trabalha, se dedica, investe tempo na elaboração do material e para que ele continue produzindo conteúdos de qualidade, ele precisa ser remunerado por isso.

É importante valorizar os autores, saber que por trás de cada título existe o trabalho enorme de uma pessoa que, muitas vezes, tem o resultado do seu trabalho avaliado através do número de cópias vendidas.

No Blog Itália da Giulia tem uma série de textos, alguns são mais difíceis para quem está no início do percurso, mas tem a versão em português.

Vale ler um e depois o outro, anotar as palavras novas e ter sempre esse caderninho à mão para poder relembrar sempre que necessário o conteúdo adquirido.

  • Livros/ objetos lúdicos – livros, jogos de tabuleiro, quebra-cabeça, etc.

Ok, vocês não vão aprender italiano montando um quebra cabeça, mas esses objetos trazem um pouco de leveza, muitas risadas e diversão para o estudo.

As pessoas aprendem melhor, estão mais abertas ao aprendizado quando o vivenciam de forma prazerosa, agradável, divertida.

Os aplicativos entram nessa categoria de material. Eles não substituem um método, mas podem complementá-lo e ainda tornar o estudo super divertido. Existe um artigo sobre alguns aplicativos interessantes.

Se vocês tiverem algum livro em italiano para indicar, escrevam nos comentários. Os leitores deste blog agradecem!

 

Leia também o artigo em italiano: Libri Per Studiare Italiano

Faça o exercício desse artigo: Esercizi

Outros artigos úteis:

Consigli: Libri Da Leggere Per Capire L’italia Con Occhi Da Straniero

Consigli: Riviste Da Leggere Per Capire L’italia

 

Veja também:

Storia di Aline Aquino Gargiulo

“Ho un debito con l’Italia”   Con queste parole inizia la storia di Aline Aquino Gargiulo. Aline è una donna sempre sorridente, molto educata e

Leia mais

Roma

ROMA Para quem ainda não conhece Roma, descobrirá que é impossível caminhar de um ponto a outro sem explorá-la  Texto elaborado a partir da live

Leia mais

Itália da Giulia · 2023 © Todos os direitos reservados